quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Um dia.



Ela acorda. Já é de manhã? Já está tarde? Que soninho gostoso! Ela quer levantar, mas não importa que poses faça,a cama continua tão confortável!
Como é bom ter aquela noite de sono bem proveitosa...
Ela acorda toda bem disposta, faz a cama, lava o rosto, e se direciona à cozinha com um sorriso leve no rosto. Torradinhas com geléia de morango e um delicioso cappuccino são preparados com vontade, ela come cheia de gosto e resolve lavar toda a louça esquecida que se acumulou na pia. O ânimo é tão gostoso, por quê não aproveitá-lo? Assim, ela prepara um mousse de chocolate com morangos vivos e bem lavados, uma saladinha básica e fresquinha de alface e tomate, um arroz todo colorido, com ovo, pimentão e presunto. O armário também podia levar um trato, não? Até feijão velho já foi devorado por bichinhos de armários. Pronto! A cozinha brilha, e a mesa já está posta e arrumadinha para o almoço que está prestes a ser saboreado, apenas na espera de seus inquilinos.
Ela continua sorrindo, se arruma bonitinha simplesmente porque assim o teve vontade de fazer (é tão bom ser vaidosa as vezes! ). Almoça bem, e ainda aproveita para tirar um pedacinho daquele mousse pra ver se ficou bom. Delicioso! Ai, que perdição...Mas só essa vez vai...
O dia está tão bonito! Ela vai andando até a Universidade. O caminho é longo, mas ela está disposta a fazê-lo, mesmo que o sol aqueça por demasia a sua cabeleira de fogo.
Ao chegar ao seu destino, a aula está em tempo certo. Faz tarefa, vê filme, curte a aula e vai embora. Um pouquinho de cólica...Mas pra quê gastar passagem naquele ônibus? Ele faz uma volta tão grande! E lá se põe ela a andar de novo. Andar é tão bom! É aí que ela percebe seu tênis já gasto e sujo pelos caminhos que trilhou. Deveras ter um estoque de tênis!
Ao chegar em casa, nota que o pai ainda não está. Oba, dá tempo de sair para fazer cooper! Ela se arruma correndo e correndo faz seu exercício diário. Proveitosa como sempre, a corrida dá força e vida ao corpo. Ela chega outra pessoa. Ainda malha o braço em casa e faz umas duzentas abdominais, para incrementar as atividades.
O pai chega, e lá vai ela o cumprimentar e o acompanhar no jantar. Mesmo que haja uma deliciciosa massa, ela prefere seguir com as frutas - a noite é a melhor hora para saboreá-las! - Depois, ela anda com o pai até a farmácia: faltam absorventes e shampoos. Satisfeita, em casa toma aquele banho, aquele que revive e lava até a alma. Hmmmm! E o pensamento vai e volta com o sorriso de um homem...Já não lhe basta trocar torpedos pelo celular o dia todo, a saudade bate e ela pira!
Depois, ela reza com a família, acende vela. No quarto, checa e-mail, vê orkut por falta do que se fazer, dá sorrisos e bocejos. As horas passam tão rápido quando sabemos utilizá-las!
Já é tarde, mas ela quis contar o seu dia, que nem teve algo surpreendente, mas das pequenas coisas se fez produtivo e proveitoso.
Carpe Diem, minha gente! :)

5 comentários:

Luiz Marinho disse...

Como um dia "sem grandes surpresas" pode ser rico de detalhes.
As vezes vivemos tão focados nos capítulos de nossas vidas que não enxergamos a beleza das vírgulas, das conjunções e dos parentêses... Ahhh os parênteses...
beijos minha querida!

Anônimo disse...

Liiiiiiindo o se texto, mocinha! Muito bonito mesmo. É incrível como pode haver tanta beleza num dia em que nada de extraordinário acontece. Você fez um simples dia ficar maravilhoso no seu texto.

E por falar em torradinhas com geléia...

Acho que aquele texto no meu blog não simplifica muito direitinho "Por que as mulheres fazem amor e os homens fazem sexo"... Estou aqui me perguntando se muda alguma coisa pra você, se eu disser que fui eu que escrevi o texto. ^^" Sugiro que leia de novo, agora que sabe a verdade sobre aquela postagem. =P

Beijão bem grandão!
=**********************

Paty Augusto disse...

Nada como aproveitar cada minuto do dia, nada como estar apaixonada, nada como amar a vida!!!
Um dia nunca será simples se bem aproveitado e você mostrou que sabe fazê-lo muito bem.
Te admiro muito, menina.
Beijos

Luana disse...

^^
É vc!! (dã..)
Eu fiquei tão.. tão aiaiai (kkk)com o texto que fiquei meio boba.
Rs..adorei!
Beeijo

Nadim, O maluf. disse...

Achemos beleza onde não tem!
Coloquemos vírgulas onde não existam!
Passemos geléia na torrada.
Façamos capuccinos!
E por que não cooper?
Correr é bom!

Hoje, um dia normal...podem acontecer coisas normais. Quem sabe hoje a sua torrada não poderia cair com a geléia pra cima?