sábado, 14 de junho de 2008

O retorno!


Meus felicíssimos cumprimentos a todos!
Primeiramente, gostaria de agradecer à minha amiga Mare, que deixou uma postagem de homenagem e amizade enquanto estive ausente. Obrigada querida amiga...Você faz falta, sabia?
Não pensem que abandonei este canto de devaneios meus, mas como dito anteriormente, estava em uma época de batalhas, não que eu tenha saído dela, mas o semestre de cursinho se encerrou enfim e as provas de vestibular foram realizadas neste fim de semana – Quer dizer, a segunda parte ainda é neste domingo, mas já posso vir aqui contar-lhes um pouco da minha rotina. Não vou dizer como me saí, porque já não importa, dei o meu melhor, assistindo aula de segunda a sábado das 07h20min da manhã até 12h50min e estudando nos mesmos dias das 14 da tarde até as 21:00 da noite, num local que lá nomeiam “Cemitério”, justamente pelo silêncio das mentes que se afundam em esforço...
Dei realmente o que pude de mim mesma, e não quero me descabelar com medo do resultado, porque para mim eu já tive resultado, pude estudar muito e me vi crescer e amadurecer em muitas coisas. É realmente outra coisa quando estudamos não para passar de ano na escola, mas porque queremos fazer algo e queremos aprender... Seria maravilhoso se todos pudessem pensar dessa maneira, não?
De qualquer forma, este semestre valeu e muito a pena para mim. Acabei ficando distante de algumas pessoas que prezo muito, mas também pude ficar um pouco mais próxima de pessoas queridas e pude conhecer pessoas maravilhosas que vieram para ficar na vida – Paulo, Tamires, Natália, Leonardo e Karen.
O Paulo, em especial, ficou ali ao meu lado a maior parte do tempo, batalhando paralelamente à minha luta, e nos apoiamos muito mesmo, gostaria que ele soubesse como lhe sou grata por isso.
Tamires, me perdoe por usar seu nome, mas quero que as minhas palavras soem o mais sérias possíveis, porque quando se trata de sentimento, o meu é o mais sincero possível, e você com certeza tem grande significado nos meus dias ao seu lado – e mesmo nos dias sem você!
Natália... Como foi bom ter conhecido você. Eu não achei que existiria alguém assim tão pertinho de mim com tantas semelhanças! A gente as vezes se questiona sobre “almas gêmeas”, mas com as nossas experiências...É impossível dizer que não existam.
Leonardo, pelo pouco que compartilhamos também me deu muito apoio e sei que sempre estará ali quando eu precisar, assim como ele sabe que eu estarei.
Karen, querida Karen, que veio tão firme para a minha vida. Eu nunca vou esquecer do dia em que você me acompanhou ao shopping para procurar presentes de dia das mães para as minhas duas, a sua insistência, o seu apoio e os momentos que tivemos ali juntas, vendo coisas divertidas, conversando e tomando um Chocomac. Você, sem almoço e tendo uma aula para assistir, ficou ali até se certificar que eu estaria bem e compraria o que precisasse. E ainda pegou um ônibus que dava uma voltinha a mais só pra me acompanhar. Agradeço muito o seu apoio e a sua amizade, desejo toda a felicidade do mundo nesse seu coração, que é tão tão bonito!
Enfim, tinha que falar um pouquinho dessas pessoas, que foram tão importantes para mim.
E além delas, há uma mais. Uma pessoa que eu acabei me distanciando um pouquinho, mas mesmo assim parece que estamos sempre próximas. Uma pessoa que desde que me conhece me deu apoio e força, uma pessoa linda por dentro e por fora que sempre me ouviu, me aconselhou e me deixou chorar. Uma pessoa que eu gosto demais, que entrou comigo para este cursinho, e mesmo em meio a dificuldades que se sucederam, não pretende desistir de seu sonho, não importa quantas vezes tenha de tentar. Alguém que eu amo imensamente, e que estou sempre torcendo. Uma pessoa chamada Tatiane.
Eu realmente sou grata a muitas pessoas, pelo apoio que me deram e pelos sorrisos que me provocaram. Não sou muito de fazer propaganda e essas coisas, mas o Dínatos realmente fez diferença na minha vida. Os monitores maravilhosos que foram sempre atenciosos e pacientes comigo, tirando as dúvidas mais bobas às mais complexas; Professores excelentes que me fizeram entender coisas que na escola odiava por não querer conhecer – E aqui tenho muito que agradecer ao professor Neto, que por ter me ouvido chorar uma única vez influenciou e muito no meu empenho. Aquele lugar é maravilhoso, vou sentir falta, mesmo com força sobrenatural que fiz para me manter.
Enfim, esse post é só uma pequena forma de comunicar-lhes que meus textos voltarão. Talvez não tão constantemente, já que ainda tenho muito a conquistar, mas sempre que possível, virei, com os meus Devaneios Aleatórios.

6 comentários:

Poi-pon disse...

Oh Naruzinha *-* que lindo ;___;" Te adoro menina! Vc não sabe o quanto! E vc escreve tão bem *-* Eh uma escritora nata!

Te adicionei no meu blogspot ;) x*****

(o meu eh http://poipon.blogspot.com/)

Poi-pon disse...

Ah e devo parabenizá-la pela escolha da imagem ;DDD (yummy *baba*)

Pedro Henrique Miranda disse...

Seja Bem-vinda! ;)
Pois é... tenho um blog sim. =)
Eu posto algo por lá, meio raro, mas acontece sim.
=P
E a Bianca e o Nadim também fazem parte do grupo de autores do Blablaísmo ;)
Espero que goste!
Beijo!

Paty Augusto disse...

Seja bem vinda, linda! Você fez muita falta e estou feliz não só pela sua volta, mas pelo seu esforço e crescimento ao longo do semestre.
É assim mesmo, a vida é feita de sacrifícios para conseguirmos aquilo que almejamos, e você provou que é capaz de conseguir tudo que desejar.
Parabéns pelo esforço!
Beijos

Karen Ribeiro disse...

*o*
Liiinda!!
Eu que te agradeço por tudo!!
Principalmete por estar sempre do meu ladinho, afinal de contas...se não fosse por vc eu nem estaria namorando o Leo...

Luiz Marinho disse...

"fechar a porte é fácil, bemaventurados são os que as reabrem..."
Tava fazendo falta...
beijinhos, seja bem vinda!